Se o príncipe virar sapo…

Gotas de Mel

Nós, mulheres, geralmente somos românticas. Sonhamos com o “Príncipe Encantado”: alto, forte e loiro dos olhos azuis. Um perfeito cavalheiro, que abre a porta do carro, puxa a cadeira para sentarmos, faz poesias e até mesmo lava a louça do jantar! Quantas vezes você já ouviu: “O príncipe virou sapo…”?
Cometemos um grave erro ao fantasiarmos nosso cônjuge como “a pessoa perfeita”. Nos frustramos quando descobrimos que o casamento é mais do que encontrar a pessoa certa com a qual almejamos viver todos os dias da nossa vida. Casamento é uma sociedade na qual os dois devem investir o seu melhor no mais incrível empreendimento que alguém já viu: a família, lindo presente de Deus! Amar de verdade é estar disposto a ser a pessoa certa para o outro. O que posso fazer hoje por ele/ela que a faria sorrir?
Temos a ilusão de que, como num conto de fadas, ou num filme de Hollywood, seremos “felizes para sempre”, vivendo num lindo mar de rosas. Será que a vida é sempre assim? Nos frustramos quando descobrimos que a realidade do dia a dia é bem diferente. Você descobre que seu “príncipe” ronca, é mal-humorado, se acha o dono da verdade, não gosta de receber conselhos, tem bafo de onça e chulé. Por outro lado, a “princesa” tem TPM, cólica menstrual, enxaqueca, fala pelos cotovelos e, às vezes, quase sempre sem pensar, pode até magoar quem ela mais ama, curte discutir a relação a dois, desabafar, chorar, gritar, é ciumenta, insegura, supersensível e protetora, nem sempre cozinha tão bem assim. Em resumo, caímos na dura realidade de que somos humanos, imperfeitos e muito diferentes uns dos outros.
As máscaras caem e descobrimos que nem tudo na vida, ou no casamento, é um mar de rosas. Não existe casamento sem roupa suja, sem escova de dentes, sem o feijão com arroz. A estação da chuva cai sobre todas as casas. Se desistirmos no primeiro deslize, na primeira tempestade, na primeira cara feia ou palavra mal proferida, a intolerância vencerá! O amor é a razão pela qual vale a pena investir nos nossos relacionamentos. As aflições vêm, mas, em Jesus, venceremos todas elas (Jo 16.33). Que Deus te abençoe.

Cristina Mel é cantora gospel, conferencista e escreve mensalmente para a coluna Gotas de Mel do jornal O Semeador. Texto originalmente publicado na edição 547, em maio de 2016. Compre já a última edição do jornal O Semeador e não perca nenhuma matéria 😉